5 filmes para ver abraçadinho

Bonequinha de Luxo (1961)

A adorável Audrey Hepburn dá vida à garota rica, porém com jeito de moleca, Holly Golightly. Baseado no livro de Truman Capote, Bonequinha de Luxo brinca com aparências e verdades, enquanto revela, aos poucos, o passado de Holly e seus meios nada convencionais para ganhar dinheiro – ela ajuda um mafioso e faz de tudo para se casar com um homem rico. A heroína, porém, acaba arrastando seu novo vizinho, Paul (George Peppard), em suas intermináveis confusões. É claro que eles vão se apaixonar, não é?

Cidade dos Anjos (1998)

Se a trilha sonora não for suficiente para te fazer chorar no colo do seu amado, com certeza a cena de Meg Ryan pedalando despreocupadamente, com braços abertos, fará. No drama de 1998, Nicolas Cage é Seth, um anjo que desce à Terra para levar os espíritos no momento da morte, mas tem sua presença percebida, um dia, pela cirurgiã Maggie (Meg). Apaixonado pela possibilidade do amor, Seth pensa em abrir mão da imortalidade apenas para viver, por alguns minutos que seja, ao lado daquela mulher.

Chocolate (2000)

Johnny Depp, Juliette Binoche, uma cidadezinha na França e muitas barras de chocolate. Precisa dizer mais? No filme inspirado no livro de Joanne Harris, Binoche vive a liberal Vianne Rochet, uma mulher que se muda com sua filha para uma vila e abre uma loja de chocolates. Além de saborosos, seus quitutes têm diferentes efeitos sobre os consumidores, fazendo de Vianne uma mistura de feiticeira e conselheira numa cidade conservadora que não a compreende. Depp, enfim, surge como uma aparição para salvá-la da vizinhança tediosa: um cigano que quer levá-la para longe dali.

Doce Novembro (2001)

Seguindo na linha dos filmes tristes e românticos, Doce Novembro é um verdadeiro teste para os valentões. Charlize Theron vive a exótica Sara, uma mulher com a missão de mudar a vida dos homens com quem se relaciona – mas com cada um, vive apenas um mês. Por acaso, ela conhece Nelson (Keanu Reeves), um executivo arrogante e viciado em trabalho: para ela, é a vítima ideal. Depois de muito resistir, Nelson acaba aceitando morar com Sara durante um mês e se transforma completamente. A proximidade do final do prazo combinado, porém, começa a incomodá-lo e soar cada vez mais misterioso.

Como Se Fosse A Primeira Vez (2004)

Nem só de tragédias vive o amor. Em “Como Se Fosse a Primeira Vez”, uma doença que poderia ser terrível é o mote para uma história bem-humorada e um final feliz, de derreter o coração de qualquer marmanjo. Lucy (Drew Barrymore) é uma garota normal, cheia de personalidade e com talento para a arte, que conhece e se apaixona por Henry (Adam Sandler). O que ela não sabe é que sofreu um acidente anos atrás e perdeu a capacidade de registrar a memória desde então – ou seja, ela vive um dia inteiro normalmente, mas se esquece dele na manhã seguinte. Para Henry, isso significa ter que reconquistá-la todos os dias, e fazê-la acreditar que ele faz parte de sua vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *