As 10 galáxias com formatos mais esquisitos que existem no universo

Nós humanos sempre fomos fascinados pelo universo, estrelas, planetas etc. Isso é natural, basta olhar para cima em uma noite limpa para entendermos os motivos, é maravilhoso! Podemos ser minúsculos perto do vasto universo, mas fomos criados com o dom da curiosidade, é por isso que não desistimos de conhecer mais e mais até conseguirmos ir cada vez mais longe.

Nossa galáxia, a Via Láctea, é gigantesca, mas não é a única, existem milhares e milhares de galáxias de diversos formatos e cores pelo universo. Depois de uma pequena pesquisa, conseguimos reunir as 10 galáxias com os formatos mais esquisitos e interessantes para montarmos uma lista. Coloquem então seu traje e vamos viajar. Vamos lá:


1. Objeto de Hoag – Uma galáxia em forma de anel

galaxias-formatos-esquisitos_1

Objeto de Hoag é uma galáxia com formato peculiar em forma de anel. Descoberta em 1950 pelo astrônomo Art Hoag, a princípio os astrônomos pensavam que se tratava de uma nebulosa planetária. Somente mais tarde, na década de 1970, descobriram que se tratava de uma galáxia. Seu formato é bem raro, mas existe outra assim. Quer um exemplo de outra galáxia deste tipo? Olhe outra menor de cor laranja ali dentro dela!


2. Guerra nas Estrelas (literalmente) – Duas galáxias formando uma só, a Arp 87

galaxias-formatos-esquisitos_2

Arp 87 é o que podemos chamar de uma “guerra nas estrelas”, ou melhor ainda, uma “guerra de galáxias”. Colisões de galáxias não são incomuns e às vezes resultam e diversas outras menores. Estas duas galáxias se uniram há alguns bilhões de anos atrás e a força gravitacional delas é a grande responsável por mantê-las unidas. É provável que elas vão se mover em volta uma da outra até finalmente se fundirem se tornando uma única e gigantesca galáxia. Por enquanto, elas permanecem juntas e amarradas por uma fina corrente de estrelas, gás e partículas de poeira, como se estivessem mesmo travando uma enorme batalha intergaláctica. 


3. A espetacular colisão das Galáxias de Antennae

galaxias-formatos-esquisitos_3

Outro exemplo de um par de galáxias devorando uma à outra, mas com um processo mais adiantado, são as galáxias de Antennae. Uma imagem mais nítida do estado da colisão delas foi divulgado pela NASA no final do ano passado, uma imagem espetacular que ganhou a atenção de jornais do mundo inteiro. Mas como eles descobriram que eram na verdade duas galaxias em colisão, e não apenas uma? Devido aos centros amarelos que vemos na imagem, que são conhecidos como centros galácticos. Assim como as galáxias da Arp 87, as duas galáxias de Antennae estão lentamente se alinhado a um estado de equilíbrio que dará a elas o formato final de uma única grande galáxia. Um fato interessante, porém assustador, é que isto é o mesmo que acontecerá com a nossa Via Láctea que, inevitavelmente, irá se chocar com a nossa galáxia vizinha, a galáxia de Andrômeda que está vindo em nossa direção. OUCH! Mas não se preocupe, isso só irá acontecer daqui a alguns bilhões de anos.


4. Galáxia do Sombreiro – O maior chapéu mexicano de todas as galáxias!

galaxias-formatos-esquisitos_4

Sim, a galáxia Sombreiro tem o formato de um gigantesco sombreiro, aqueles chapéis mexicanos enormes. Seu núcleo se parece com uma enorme estrela, mas após astrônomos estudarem este núcleo mais de perto, perceberam que é na verdade composto por vários grupos diferentes de estrelas, em vez de apenas uma grande. A borda é estranha, e ainda não sabemos como aqueles anéis se formaram. Também é bem provável que o coração da galáxia do Sombreiro abrigue um buraco negro maciço. 


5. Uma galáxia com um formato que intriga os astrônomos, é a Centaurus A

galaxias-formatos-esquisitos_5

Para olhos destreinados pode ser difícil identificar a galáxia Centaurus A como algo notável, mas quando olhamos mais de perto, há algo peculiar em seu formato. A Centaurus A é bem grande para os padrões de galáxias que existem, e grandes galáxias geralmente assumem apenas um tipo de formato: espiral ou elíptico. A Centaurus A tem o formato elíptico, mas quando os astrônomos passaram a observá-la utilizando imagens de rádio que atravessavam o véu de poeira, eles descobriram algo intrigante, uma espiral escondido embaixo dela. Isto é realmente algo estranho, visto que galáxias são, geralmente, espirais ou elípticas, e não as duas coisas. A Centaurus A é a única galáxia elíptica descoberta que possui braços espirais. A teoria é que a Centaurus A tenha absorvido uma galáxia espiral há alguns milhões de anos atrás, mas essas fusões praticamente nunca deixam os braços espirais intactos, por isso os astrônomos até hoje não entendem o que acontece com ela.


6. Galáxia Cata-vento do Sul – A mais bela?

galaxias-formatos-esquisitos_6

A galáxia Cata-vento do Sul, também conhecida como Messier 83, é uma das galáxias mais brilhantes que podemos observar no espaço. Ela foi descoberta há aproximadamente 250 anos atrás, mas antigamente era considerada apenas uma nuvem de gás, até que fosse possível enxergarmos seus detalhes com telescópios mais potentes. Suas cores vibrantes em seu enorme espiral são suas características mais distintas, além das explosões de supernovas freqüentes que acontecem dentro dela. Atualmente há oito supernovas acontecendo dentro dela, mas já identificaram indícios de centenas de outras. A cor azul e rosada que observamos nela é resultado de novas estrelas que são formadas, que criam uma quantidade imensa de energia UV. Esta energia é absorvida pela poeira e gás que a rodeia, deixando-a com aspecto rosa. Chamá-la de “a galáxia mais bonita”, pode ser algo subjetivo, mas ela se parece um pouco com uma flor gigante do espaço, então cada um que faça seu próprio julgamento. 


7. Galáxia NGC 474 – Um peixe fora d’água

galaxias-formatos-esquisitos_7

NGC 474 se parece mais com aqueles peixes bioluminescentes que encontramos no fundo do oceano do que com uma galáxia. Os astrônomos não sabem ao certo o que causa seu formato, mas há duas teorias prevalecentes: Primeiro, as formas de conchas podem ser os restos de galáxias menores absorvidos pela NGC 474. Segundo, seria o resultado de interações com a gravidade da galáxia atrás dela, já que estão em um processo de colisão uma com a outra. 


8. A fabulosa NGC 660 e seu formato de anel

galaxias-formatos-esquisitos_8

NGC 660 é um tipo raro de galáxia também conhecida como “anel polar”. Porque raro? Entre milhares conhecidas, menos de uma duzia delas tem este formato de anel que ela tem. A maneira como elas se originam ainda é mistério para os astrônomos. A grande maioria das galáxias em anel parecem ser resultantes de uma colisão de galáxias. O núcleo tem uma forma lenticular, uma forma espiral primitiva. Os anel normalmente é perpendicular ao plano da parte central, ou seja, cruzando os polos, por isto recebe também o nome de anel polar. 


9. Arp 142 – Duas galáxias que lembram um Golfinho e um ovo

galaxias-formatos-esquisitos_9

Se parece com um golfinho, mas há quem diga que esta galáxia da imagem acima se parece com um pinguim protegendo um ovo. Na verdade, este é um conjunto de duas galáxias: O “golfinho” é na verdade parte da galáxia NG 2936, enquanto o “ovo” é outra galáxia, a NG 2937, sendo o conjunto conhecido como Arp 142. A galáxia do golfinho tinha o formato original de um espiral, assim como nossa Via Láctea, mas a imensa força gravitacional da densa galáxia “ovo” abaixo dela fez com que ela se contorcesse significativamente. O “olho” do golfinho é o núcleo da galáxia NG 2936.


10. A extraordinária Galáxia Olho Negro

galaxias-formatos-esquisitos_10

A galáxia NGC 4826 é também conhecida como galáxia do Olho Negro devido a sua extraordinária aparência escura com numerosos pontos brilhantes. A característica mais estranha e peculiar observada nesta galáxia diz respeito aos seus movimentos internos, enquanto os braços externos movem-se em uma direção, a parte interna move-se para outra direção, este fato é de difícil explicação, mas os cientistas acreditam na hipótese de que a galáxia NGC 4826 seja o resultado da colisão entre duas galáxias, uma grande e uma pequena. 

Fonte: 1

3 comments

  1. Upset   •  

    Esses cientistas estão parecendo aqueles médicos meia-boca que quando não sabem o que é, falam que é virose…
    “Cientista, pq a galáxia tal se comporta de tal maneira?”
    “colidiu com outra galáxia”

    Poderiam muito bem considerar a possibilidade de haver comportamentos distintos entre os buracos negros em seus núcleos ou até mesmo da mudança de comportamento devido a interação entre buracos negros e outras estrelas supermassivas em seus núcleos, onde a gravidade do buraco puxa elas, e a delas puxa o outra, que vai puxando em uma corrente gravitacional e deforma a galáxia

  2. Leon   •  

    Caraa, a 9 eh um pinguim e um ovo ¬¬’

  3. Anthony Oliveira   •  

    Maravilhosas estas galáxias! Somo muito pequenos e efêmeros para entender os processos que ocorrem na formação e fusão de galáxias. Podemos apenas admirar e contemplar admirados esta imensidão e beleza. São este processos que demoram milhões de anos enquanto a humanidade se tornou consciente de que o Universo é mais do que uma galáxia apenas em 1925, não faz, portanto nem cem anos que se começou timidamente estudar estes corpos gigantescos… apenas fica este espetáculo nos falando de um Criador Maravilhoso, mas isto só para os que têm os olhos para ver algo mais…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *