Este casal pensou ter adotado um mini porco, mas o susto veio quando o animal chegou a 300 quilos – de pura fofura!

A vida, às vezes, costuma nos pregar peças! Quando o casal canadense Steve Jenkins e Derek Walter adotaram Esther, uma pequena porquinha, eles achavam que era um leitão pigmeu. Dois anos e 300 quilos mais tarde, a “pequena leitoa” se transformou em um animal gigante e comercial, mas o amor e a amizade que eles ganharam de Esther já havia mudado suas vidas para melhor.

Quando perceberam o quão inteligente e amigável Esther era (porcos são tão inteligentes como os cães, e considerado por muitos como sendo animais mais limpos), não podiam tolerar a idéia de que eles estavam comendo outros porcos que eram tão inteligentes e amigáveis, então eles se tornaram vegans.

Eles foram tão profundamente inspirados pela convivência com Esther, que acabaram criando um abrigo de animais.

Quando Steve e Derek adotaram Esther, ela pesava apenas 2 quilos.

pig-1

Dois anos mais tarde, ela já pesa 300 kg!

pig-2

O casal decidiu se esforçar e continuar a criá-la…

pig-3

… E foi a melhor decisão que eles poderiam tomar!

pig-4

 Esther convive muito bem com seus companheiros de apartamento!

pig-5

Aqui eles estão brincando juntos

pig-6

Quando Steve e Derek viram como os porcos são inteligentes e amigáveis, eles pararam de comer carne

pig-7

Os dois tornaram-se vegans e decidiram dedicar suas vidas à abertura de um abrigo animal

pig-8

Eles levantaram uma grande quantia no Indiegogo (Empresa de arrecadação de fundos) para começar!

pig-9

Essa história é certamente linda e inspiradora…

pig-10

… mas dizem que criar um porco não é para todos

pig-11

Pode ser muito cansativo!

pig-12

Esther necessita de muita comida e atenção

pig-13

pig-14

Ela se tornou uma parte da família =)

pig-15

pig-16

Esther tocou corações de seus dois pais e, esperançosamente, ela vai tocar o seu coração também!

pig-17


Fonte: 1

1 comment

  1. edu   •  

    Li a materia comendo um x-bacon…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *