Confira um pouco da história sobre o quarteto sueco “ABBA”

You can dance, you can jive, having the time of your life… Oooh, see that girl. Watch that scene, diggin’ the dancing queen! Tem pêlos no corpo? Vão se arrepiar. Lide com isso. E são com os versos de Dancing Queen que começamos esse post, que tem como tema a história do quarteto sueco ABBA. Aliás, já não era sem tempo…

(Ah, pra ouvir qualquer um dos álbuns/músicas citadas, já sabem: youtube. Post está bastante ilustrado, se juntar com vídeos então… muita informação.)

abba 1

Tudo começou em junho de 1966. Björn Ulvaeus, 21 anos, integrante de um famoso grupo de música folk, Hootenanny Singers, conheceu Benny Andersson, 20 anos, que era tecladista de um dos grupos mais populares da Suécia nos anos 60, The Hep Stars. Eles compuseram algumas músicas juntos no final daquele ano e logo se tornaram grandes parceiros nas composições, a la Lennon e McCartney.

Mas os dois sozinhos ainda não estavam completos. Tanto profissionalmente como na vida amorosa. No ano de 1969, Björn e Benny conheceram duas sedutoras e talentosas mulheres que viriam a ser outra metade importantíssima do ABBA. Agnetha Fältskog, com 19 anos, já tinha uma carreira solo de sucesso, tendo apresentado seu single de estréia num popular programa de TV um ano antes. Anni-Frid [Frida] Lyngstad, 24 anos, havia vencido um concurso de talentos em setembro de 1967, o que resultou num contrato numa gravadora e reconhecimento. Björn se casou com Agnetha em 1971 e Benny com Frida em 1978.

wedding abbaBenny tinha deixado de fazer parte dos Hep Stars e Björn ainda trabalhava em estúdio com os Hootenanny, que lançavam seus singles pela Polar Music, que viria a ser gravadora do ABBA. Stig Anderson era quem comandava a gravadora e também colaborou em diversas letras do quarteto. Em 1972, Björn, Benny, Agnetha e Anni-Frid gravaram sua primeira canção, “People Need Love”,  que se tornou um hit de moderado sucesso na Suécia.

Com o sucesso obtido com People Need Love, o quarteto ingressou na seleção do Eurovision Song Contest em 1973 com a canção “Ring Ring”, que davam nome ao disco de estréia, lançado um ano antes. Apesar de ter chegado ao 3º lugar, Ring Ring foi um hit de sucesso em grande parte da Europa. Mas eles se deram por vencidos? Não! Em 1974, Waterloo (faixa título do segundo álbum) concorreu no Eurovision e levou o primeiro lugar no festival, além de ter se tornado o sucesso de estréia internacional do ABBA: atingiu o topo de todas as paradas européias e o Top 10 nos EUA.

O êxito no Eurovision também trouxe ao quarteto uma preocupação: a estigma que afetava a credibilidade musical dos vencedores do concurso. Mas a preocupação não durou muito. Afinal, o terceiro disco, intitulado apenas “ABBA”, trouxe ao grupo grandes êxitos como SOS (status de hit mundial), Mamma Mia (primeiro lugar na parada britânica e australiana) e Bang-A-Boomerang.

Mas só foi no ano de 1976 que o ABBA se estabeleceu com um dos mais famosos grupos no mundo inteiro. O culpado pelo sucesso? O single “Fernando”, cujo clipe foi dirigido por Lasse Hallström, também responsável pela maioria dos vídeos do ABBA. A canção ficou 14 semanas no topo das paradas australianas (amor que começou com o single Mamma Mia) primeiro trabalho do disco “Arrival”, um primor de produção.

167295_196030643755947_5769012_n

O single seguinte, Dancing Queen, é a canção assinatura do quarteto e repetiu o sucesso do anterior. Chegou ao topo das paradas na Inglaterra e foi a única canção do grupo a atingir o primeiro lugar na Billboard Hot 100 americana. O clipe, icônico, foi gravado na boate “Alexandra”, super “in” em Estocolmo. Arrival arrebentou a boca do balão ruleiando todas as paradas e o sucesso se seguiu com os singles “Money, Money, Money” e “Knowing Me, Knowing You, cuja melancolia reflexiva se repetiria nos trabalhos seguintes. Essa expressão de mágoa diante de um amor que se esvaiu, sabe? Pois é. Como uma das marcas registradas do quarteto.

O êxito do disco possibilitou uma turnê super bem sucedida na Europa e na Austrália entre janeiro e março de 1977. O filme ABBA – The Movie foi gravado quando a turnê chegou à Austrália, que também nomeou o quinto disco de inéditas. “The Name of the Game”, “Take A Chance on Me”, “Eagle” e “Thank You For The Music” são alguns dos sucessos do álbum.

No começo de 1979, Björn e Agnetha se divorciaram (um ano depois do casamento de Benny e Frida). Um casal podia ter acabado, mas não o ABBA. Ainda bem, porque neste ano foi lançado o Voulez-Vous, um álbum com uma vibe “disco music”, já que era o estilo predominante na época. Os primeiros single foram a animada “Summer Night City” e a singela “Chiquitita”. “Does Your Mother Know” e a faixa título refletem bem a proposta do disco, assim como a “As Good As New”, faixa que abre o disco, cuja linha de baixo é hipnótica. Gimme! Gimme! Gimme! (A Man After Midnight) foi lançada como single em outubro do mesmo ano e coincidiu com a segunda turnê mundial do quarteto, que passou pelo Canadá, EUA e Europa. If It Wasn’t For The Nights não foi single, mas é tão radiofônica quanto. Assim como Angeleyes. Um disco rico.

168942_196030710422607_3437003_n

abba-black-and-white

Março de 1980. Já próximo de seu derradeiro fim, o quarteto sueco embarcou para uma curta turnê no Japão, onde performou pela última vez em terras estrangeiras. Assim que voltaram pra Suécia, passaram a trabalhar no álbum seguinte, Super Trouper, que chegou às lojas em novembro daquele ano. O sucesso do disco foi liderado pelo single “The Winner Takes It All”, que marcou o divórcio de Björn e Agnetha. Uma das performances mais tocantes de todas. A faixa título veio em seguida, pra quebrar um pouco o ar melancólico. Happy New Year, On and On and On, Our Last Summer e Lay All Your Love on Me são grandes sucessos do álbum.

Gravado entre março e novembro de 1981, o último disco do ABBA, The Visitors, é, de longe, um dos discos mais maduros do quarteto. Enquanto os discos anteriores tinham uma vibe alegre e descompromissada, este soa complexo/maduro/reflexivo. A faixa título traz Frida no vocal principal e o uso dos sintetizadores (que automaticamente reflete aos anos 80 de qualquer forma). A letra reflete a preocupação que sentiam em relação à política russa, assim como a faixa Soldiers, que é sobre o medo da guerra.

tumblr_mbqoo5Ayyg1r7r8e0o1_1280

Benny e Frida se divorciaram em março de 1981 e, mais uma vez, a chance de explorar a temática “fim de relacionamento” na faixa When All is Said and Done. One of Us também se trata do fim de uma história de amor. Head Over Heels tem um vídeo hilário onde Frida interpreta uma mulher da alta sociedade que arrasta o marido – exausto – por diversas lojas. A sombria The Day Before You Came é uma das faixas mais interessantes do quarteto, que narra em detalhes a história de uma mulher normal até conhecer seu amor. Under Attack é o single final do ABBA, cujo vídeo foi filmado num armazém na zona sul de Estocolmo. É impossível não se entristecer ao ver os quatro integrantes de costas pra câmera, se distanciando.

E depois? Agnetha e Frida passaram os anos seguintes gravando discos solo. Björn e Benny se juntaram a Tim Rice na produção de um musical intitulado “Chess”. Apesar da chance de voltarem, o ABBA nunca mais se reuniu. Porém, seus discos são atemporais e seus singles ecoam até os dias de hoje. A influência contínua que o quarteto sueco exerce no cenário fonográfico permanece intacta: regravações, filmes utilizando seus sucessos, etc. Um exemplo é o musical jukebox “Mamma Mia”, grande sucesso na Broadway que foi adaptado pro cinema, com Meryl Streep, Colin Firth e Pierce Brosnan.

ABBA não foi só um grupo pop convencional. As excelente vozes de Agnetha e Frida soavam uníssonas e a composição e produção de qualidade de Björn e Benny chegaram mais perto da perfeição do que qualquer outro grupo.

ABBA2

Fonte: Recanto Adormecido

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *