Qual a importância de ter um satélite Brasileiro?

Em dezembro de 2013, o Brasil tentou lançar ao espaço o Satélite CBERS-3, mas o lançamento fracassou. Agora, o INPE – Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, já tem planos de fazer uma nova tentativa para antecipar a colocação de um novo satélite brasileiro em órbita.

Segundo o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, a meta do Brasil é lançar o CBERS-4 até o fim de 2014 ou até maio de 2015. O projeto vai continuar sendo desenvolvido em parceria com a China.

O satélite Cbers 3, que explodiu durante o lançamento, teria vida útil de três anos. O fracasso do projeto vai obrigar o Brasil a continuar utilizando satélites de outros países, como o indiano Resourcesat-2 e o americano Landsat-8.

O satélite sino-brasileiro Cbers-3 não entrou em órbita por causa de uma falha na última etapa do lançador. Segundo o Inpe, o motor de propulsão do veículo espacial chinês foi desligado 11 segundos antes do previsto e impediu que o satélite atingisse a velocidade necessária para ser mantido em órbita.

Esse satélite representaria um passo muito importante para o Programa Espacial Brasileiro. O Brasil precisa ter esse satélite próprio em órbita para melhorar suas condições de sensoriamento remoto.

As imagens desse tipo de satélite facilitam a elaboração de trabalhos científicos, e ajudam em projetos de proteção ao meio ambiente e gestão pública. Por isso, os satélites de sensoriamento remoto são de extrema importância para o país.

Os satélites CBERS-3 e 4 representam uma evolução em relação aos satélites CBERS-1, 2 e 2B. Os novos satélites têm módulo de carga útil com quatro câmeras que apresentam desempenhos geométricos e radiométricos melhorados.

Fonte: 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *